Logo
NOVIDADES VEGANWAY

Mix de proteína de ervilha, proteína de arroz, amaranto quinoa VeganWay
A VeganWay inova com Fusion Protein, um mix de 4 proteínas vegetais que combina o valor nutricional de Pea Protein e Rice Protein Raw ao poder das farinhas concentradas de Amaranto e Quinoa, para um perfil de aminoácidos completo e balanceado. A proteína vegetal mais nutritiva do mercado, rica em vitaminas e minerais, Fusion Protein está disponível nos deliciosos sabores Baunilha, Chocolate e Natural (ideal para o preparo de receitas).

world Matérias-primas importadas

CARACTERÍSTICAS

  • Até 21g de proteína por dose (varia por sabor)
  • Alto teor de BCAA, Arginina e Lisina
  • Rico em Ferro e Vitamina K
  • Fonte Natural de Zinco, Magnésio e Vitamina C
  • Low Carb (baixo carboidrato)
  • Sem lactose/glúten/soja/ovo
  • Sem adição de açúcares
  • Sem corantes artificiais
  • Pote 900g

BENEFÍCIOS

  • Auxilia na recuperação e nutrição muscular
  • Ideal para atletas veganos/vegetarianos
  • Excelente opção para intolerantes à lactose, celíacos, diabéticos
  • Pode ser consumido por atletas de qualquer modalidade esportiva

SAIBA MAIS

Arroz Integral Biofermentado

A fermentação é um processo que acontece sem a presença de oxigênio (anaeróbio) e provoca a transformação de uma substância em outra. No caso da proteína de arroz integral germinado, a fermentação é biológica, ou seja, realizada por enzimas orgânicas de forma natural e sem o uso de solventes químicos. Isso favorece o conteúdo proteico do produto, adiciona vitaminas e minerais, e ainda promove a biodisponibilidade de nutrientes importantes, como o Ferro e o Zinco.

Ervilha amarela

A ervilha é uma leguminosa da espécie Pisum sativum, de origem europeia, muito difundida também na Ásia. É altamente nutritiva e, dependendo do grão, oferece muitos benefícios à saúde. De forma geral, a leguminosa possui sais minerais como cálcio, fósforo, ferro, enxofre, potássio e cobre (elementos estruturais para os tecidos corpóreos e reguladores orgânicos que controlam os impulsos nervosos), vitamina A (importante para a visão e a formação dos ossos), vitaminas do complexo B (que atuam no metabolismo energético), e vitamina C, importante para os processos de cicatrização. Tem mais proteína e fibras do que o trigo e o arroz. Além disso, é eco-sustentável, pois a planta devolve nitrogênio ao solo enquanto cresce, reduzindo a necessidade de fertilizantes, requerendo menos água e menor extensão de terras, ao contrário das proteínas de origem animal.

Amaranto

O Amaranto é rico em proteínas, fibras, ferro, fósforo e magnésio. Entre os cereais, é o alimento que possui mais cálcio biodisponível, pois tem quantidades reduzidas de ácido fítico, taninos e oxalatos. Também promove a sensação de saciedade, auxiliando no emagrecimento. Além de melhorar o quadro imunológico e o funcionamento do intestino, contribui para regular a pressão arterial e o colesterol. E mais:

  • é um alimento rico em aminoácidos essenciais
  • possui alto teor de Triptofano, aminoácido responsável pela produção de serotonina (importante na prevenção da depressão)
  • possui fibras solúveis, essenciais para a saúde e a higiene do trato digestivo
  • possui fibras insolúveis, como celulose e lignina, que estimulam a contração do intestino (peristaltismo)

Quinoa

Rica em proteínas, cálcio, fibras, minerais e vitaminas, ajuda no fortalecimento muscular e ósseo de quem pratica atividades físicas. Possui quantidades significativas de Ômega 3, 6 e 9, grandes aliados na prevenção de doenças cardiovasculares e na redução do colesterol e da hipertensão. E mais:

  • as vitaminas do complexo B presentes no grão têm papel essencial no bom funcionamento do sistema nervoso e na síntese de hormônios
  • as fibras dão a sensação de saciedade, favorecendo o emagrecimento
  • é um alimento funcional

BCAA

BCAA é a sigla para Branched Chain Amino Acids, em português ‘Aminonácidos de Cadeia Ramificada’, composta por 3 aminoácidos específicos: Leucina, Isoleucina e Valina, que representam ⅓ do tecido muscular. Eles fazem parte do grupo de 8 aminoácidos chamados essenciais, aqueles que não são produzidos pelo organismo e, portanto, devem ser ingeridos pela alimentação.

Leucina

A Leucina é o único aminoácido de cadeia ramificada usado como fonte de energia pelos músculos, sendo rapidamente convertida em glicose. Dessa forma, previne o catabolismo, evitando que o corpo queime massa magra para repor a demanda por energia durante e após um treino intenso. Também ajuda a promover saúde dos ossos, pele e músculos, sendo recomendada por médicos para auxiliar pessoas que passaram por cirurgias.

Isoleucina

A Isoleucina é utilizada pelo corpo especialmente na construção dos tecidos celulares. Depois de ingerida, é absorvida pelo intestino delgado e transportada pelo sangue até o fígado, onde uma parte é canalizada para a síntese de proteínas e a outra é catabolizada (na presença de vitamina B12) para a produção de energia. Tem papel no aumento da produção de hemoglobina, ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue e auxilia na recuperação muscular pós-treino. Estudos recentes parecem indicar que, assim como a Leucina, a Isoleucina também auxilia na queima de gordura.

Valina

A Valina tem papel direto na construção e tônus muscular e na regeneração dos tecidos, auxiliando inclusive a cicatrização pós-cirúrgica. Entre outros benefícios, combate a insônia e o nervosismo, reduz o apetite, regula o sistema imunológico e o metabolismo, e ajuda a manter a quantidade adequada de nitrogênio no corpo.

Arginina

A Arginina tem participação direta na formação de óxido nítrico (NO), um importante vaso dilatador que contribui para o aumento de força durante o treino. Além disso, o óxido nítrico é também um neurotransmissor com diversas funções em no cérebro. E mais:

  • é precursora da creatina, importante substrato do metabolismo energético
  • ajuda na construção de novas células nos ossos e tendões, podendo apresentar resultados benéficos no tratamento da artrite e desordens do tecido conjuntivo
  • está presente na síntese da ureia, auxiliando na remoção de amônia do organismo

Lisina

A lisina é um aminoácido essencial precursor da carnitina, molécula responsável por converter ácidos graxos em energia e diminuir o colesterol no sangue. Uma pessoa com peso médio de 70 kg demanda de 800 – 3000 mg de lisina por dia. Pea Protein Vegan Way fornece, por dose, aproximadamente 1600 mg. E mais:

  • auxilia na absorção de cálcio pelo organismo
  • favorece o sistema imunológico
  • junto com a Arginina, melhora a absorção de cálcio pelo sistema gastrointestinal, reduzindo a quantidade desse mineral que é eliminado na urina, bem como estimula o crescimento de novas celulas ósseas e a produção de colágeno, contribuindo para a saúde das juntas, cartilagens, tendões e pele
  • pode ser usada contra infecções virais, como a herpes (auxilia na cura mais rápida dos ferimentos e diminui a frequência das ocorrências)
  • sua deficiência é um risco na alimentação de atletas de elite veganos/vegetarianos, e sua insuficiência pode causar fadiga, náuseas, tonturas, vertigens,  perda do apetite, agitação, olhos avermelhados, anemia e desordens reprodutivas.
  • a deficiência de Lisina pode aumentar os níveis de estresse e ansiedade e seu consumo adequado ajuda na manutenção da saúde mental
  • auxilia no reparo e desenvolvimento muscular
  • ajuda na produção de proteínas como enzimas, anticorpos e hormônios
  • ajuda a transformar ácidos graxos em energia, favorecendo a redução de peso
  • pode aliviar enxaquecas e outros tipos de dor e inflamação
  • em conjunto com a vitamina C, pode diminuir dores no peito relacionadas a doenças cardíacas.

Vitamina K

O nome da vitamina K vem do alemão ‘koagulation’, justamente porque desempenha um papel importante na coagulação do sangue. Também contribui para a saúde dos ossos (mineralização óssea, prevenção da osteoporose), além de ser suplementada em bebês prematuros. Solúvel em gordura, ela  se divide em k1 (de origem vegetal), k2 (produzida pela flora intestinal) e k3 (feita em laboratório). Um adulto saudável não deve ingerir mais que 25mg/dia (vitamina K em excesso pode interferir no efeito de medicamentos anticoagulantes e anticonvulsivos). Para proporcionar benefícios aos ossos deve interagir com boas fontes de cálcio e evitar excesso de vitaminas A, E e D.

Fontes vegetais ricas nesse nutriente são as folhas verdes, brócolis, couve, salsa, óleo vegetais como o azeite, e oleaginosas, como o abacate.

Vitamina C

A importância da vitamina C para a saúde vai muito além da sua fama no combate e tratamento de gripes e resfriados. De fato, a vitamina C ou ácido ascórbico é um antioxidante poderoso que aumenta a resistência do corpo às infecções, preserva a integridade dos vasos sanguíneos, estimula a produção e a manutenção do colágeno pelo organismo. E mais:

  • favorece a formação de dentes e ossos
  • diminui a produção de melanina e a formação de manchas na pele
  • combate os radicais livres, agentes do envelhecimento
  • é antiinflamatória e essencial à regeneração da pele
  • combinada à vitamina E, estimula o sistema imunológico e a circulação, dobra a proteção contra os raios UV e reduz a intensidade das queimaduras de sol
  • é um antioxidante poderoso que transforma os radicais livres de oxigênio em formas inertes, prevenindo o envelhecimento da pele, ossos, dentes, tendões e paredes dos vasos sanguíneos
  • previne fraqueza e fadiga muscular
  • auxilia na prevenção de gripes, infecções e doenças do coração
  • é importante para o funcionamento adequado das células brancas do sangue

As fontes alimentares com maior teor de vitamina C são a acerola, goiaba, melão, mamão papaia, manga, frutas cítricas (tangerina, kiwi, abacaxi, morango, limão, laranja e maracujá), verduras frescas, tomate, brócolis, repolho, couve-flor, espinafre, pimentão verde. Um adulto saudável deve consumir cerca de 90mg/dia (homens) e 75mg/dia (mulheres). Mas já há estudos indicando que essa quantidade deveria chegar a 200mg/dia, conforme artigo publicado na revista Critical Reviews in Food Science and Nutrition.

Ferro

O ferro participa na síntese de proteínas e na renovação celular. 80% de sua concentração total é dedicada à formação de uma das principais moléculas sangüíneas, a hemoglobina, responsável por transportar oxigênio para as células e retirar delas o dióxido de carbono, realizando, assim, a produção e liberação de energia para o corpo. Assim como o transporte de oxigênio, diversas enzimas dependem do Ferro para gerar energia para o corpo. O cérebro também se alimenta de Ferro e sua deficiência pode resultar em falta de atenção, tristeza, depressão e até comportamentos estranhos, como a vontade de comer barro e tijolo, ou de mastigar gelo. Sua deficiência também é notada pela queda de cabelo, fraqueza ou deformidade das unhas, fissuras nos cantos dos lábios, e depressão do sistema imunológico, entre outros. Já os alimentos ricos em Cálcio, fitatos (encontrados nos cereais integrais, por exemplo) e polifenóis (presentes em doces, vinho tinto, algumas ervas e no chocolate) diminuem a eficiência na absorção do Ferro. Alimentos naturalmente pobres em Ferro podem ser ‘enriquecidos’ por meio do cozimento em uma panela de ferro.

Os alimentos de origem vegetal mais ricos em Ferro são cereais (quinoa, aveia, trigo, cevada, e pães com farinha 100% integral), os feijões branco, preto e carioca, verduras (agrião, rúcula, mostarda), frutas secas (damasco, uva passa com semente), sementes (abóbora, gergelim, girassol, linhaça), entre outros. Coma sempre acompanhado de uma fonte de vitamina C para otimizar sua absorção.

Zinco

O Zinco é um elemento químico essencial para equilibrar o processo respiratório das células, compensar e manter o esforço realizado durante atividades físicas. Além disso, é um mineral que participa de muitas reações importantes do metabolismo celular:

  • tem ação antioxidante
  • intervém no metabolismo de proteínas e ácidos nucleicos
  • estimula a atividade de mais de 100 enzimas (catalisadoras de reações químicas)
  • favorece o sistema imunológico
  • atua no controle cerebral dos músculos
  • ajuda na respiração dos tecidos
  • participa do metabolismo das proteínas e carboidratos
  • importante para o crescimento e a formação de tecidos
  • é necessário para a ação de enzimas
  • atua na cicatrização de ferimentos

Fontes vegetais ricas em Zinco incluem leguminosas (feijões, grão de bico, lentilha, ervilha), sementes de abóbora e de girassol, oleaginosas (nozes, castanhas, avelãs), folhas verdes escuras, cenoura, beterraba, cereais integrais (arroz, aveia, etc.). A ingestão de vitamina C na mesma refeição aumenta a absorção desse mineral pelo organismo. Já os fitatos presentes nos cereais integrais, leguminosas e sementes, diminuem sua absorção, por isso é importante deixá-los de molho em água filtrada por 8 a 12 horas antes do cozimento (descartando a água). A germinação e fermentação também reduzem o teor de fitato nos alimentos.

Magnésio

Considerado um mineral chave para a vida (ficando atrás apenas do Potássio), o Magnésio participa em mais de 300 reações no organismo, exercendo grande influência nos processos bioquímicos e fisiológicos, com destaque para sua extrema importância no sistema cardiovascular, onde gera os impulsos elétricos que fazem o coração bater no ritmo certo e de forma uniforme. E mais:

  • participa ativamente na absorção do Cálcio e na conversão da vitamina D na sua forma ativa, processo essencial para a mineralização óssea e a saúde dos dentes.
  • é importante na performance cognitiva, na melhoria do desempenho físico e na contração muscular
  • gera efeitos positivos no nível do bom colesterol e triglicerídios, entre muitas outras funções
  • seu equilíbrio é importante na prevenção da diabetes e da síndrome metabólica
  • a falta de magnésio acelera o processo de envelhecimento e está associado à algumas doenças crônicas como diabetes, osteoporose, artrose, artrite, cálculos renais, depressão, entre outras.

Um adulto saudável deve ingerir de 320 a 420mg/dia de Magnésio, o que é facilmente alcançado e mantido com uma alimentação nutritiva. Em 100g de flocos de aveia, por exemplo, já se obtém 122mg de magnésio, na mesma quantidade de feijão, 142mg. As fontes vegetais mais ricas em Magnésio inluem cereais, leguminosas, frutas secas, Tofu e folhas verdes.

20g de proteína por dose • Rende 30 porções

Aroma natural de Baunilha • Adoçado com Stevia

INGREDIENTES

Proteína isolada de ervilha amarela (Pisum sativum), proteína de arroz integral (Orysa sativa), farinha de amaranto (Amaranthus caudathus) e farinha de quinoa (Chenopodium quinoa Willdenow), estabilizante goma xantana, aroma natural de baunilha, edulcorante natural stevia. Não contém glúten.

TABELA NUTRICIONAL
Informação Nutricional Quantidade por porção (30g) VD%*
Valor Energético 113kcal/474kJ 6%
Proteínas 20g 28%
Carboidratos 5g 2%
Gorduras Totais 2g 3%
Fibra alimentar 0,8g 3%
Sódio** 195mg 9%
Cálcio 39mg 4%
Ferro 4,2mg 32%
Zinco 1,5mg 21%
Magnésio 40mg 15%
Fósforo 103mg 15%
Manganês 0,174mg 7%
Vitamina C 6,5mg 17%
Vitamina E 0,831mg 8%
Riboflavina B2 0,089mg 7%
Ácido Fólico B9 13,3mcg 6%
Vitamina K 27,8mcg 47%

Não contém quantidades significativas de gorduras saturadas e gorduras trans. *% Valores Diários de referência com base em uma dieta de 2000kcal ou 8400kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. **O teor de sódio deste produto é natural da ervilha amarela.

AMINOGRAMA TÍPICO POR DOSE DE 30g
AMINOÁCIDOS mg
Ácido Aspártico 2333
Ácido Glutâmico 3747
Alanina 1049
Arginina 1825
Cisteína 300
Fenilalanina 1181
Glicina 945
Histidina 532
Isoleucina* 975
Leucina* 1786
Lisina 1211
Metionina 380
Prolina 957
Serina 1131
Tirosina 899
Treonina 817
Triptofano 246
Valina* 1123
*BCAA Total 3884

20g de proteína por dose • Rende 30 porções

Cacau em pó solúvel •  Adoçado com stevia

INGREDIENTES

Proteína isolada de ervilha amarela (Pisum sativum), proteína de arroz integral (Orysa sativa), farinha de amaranto (Amaranthus caudathus) e farinha de quinoa (Chenopodium quinoa Willdenow),cacau em pó solúvel, estabilizante goma xantana, aroma natural de baunilha, edulcorante natural stevia.Não contém glúten.

TABELA NUTRICIONAL 
Informação Nutricional Quantidade por porção (30g) VD%*
Valor Energético 110kcal/459kJ 5%
Proteínas 20g 26%
Carboidratos 5g 2%
Gorduras Totais 1g 3%
Fibra alimentar 0,8g 3%
Sódio** 198mg 8%  
Cálcio 37,7mg 4%
Ferro 4,3mg 31%
Zinco 1,5mg 22%
Magnésio 38,2mg 15%
Fósforo 97mg 14%
Manganês 0,167mg 7%
Vitamina C 6,6mg 15%
Vitamina E 0,943mg 9%
Riboflavina B2 0,089mg 7%
Ácido Fólico B9 15,3mcg 6%
Vitamina K 32,1mcg 49%

Não contém quantidades significativas de gorduras saturadas e gorduras trans. *% Valores Diários de referência com base em uma dieta de 2000kcal ou 8400kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. **O teor de sódio deste produto é natural da ervilha amarela.

AMINOGRAMA TÍPICO POR DOSE DE 30g
AMINOÁCIDOS mg
Ácido Aspártico 2180
Ácido Glutâmico 3491
Alanina 975
Arginina 1704
Cisteína 277
Fenilalanina 1101
Glicina 881
Histidina 496
Isoleucina* 910
Leucina* 1665
Lisina 1139
Metionina 351
Prolina 892
Serina 1054
Tirosina 835
Treonina 762
Triptofano 229
Valina* 1045
*BCAA Total 3621

21g de proteína por dose • Rende 30 porções

Ideal para o preparo de receitas

INGREDIENTES

Proteína isolada de ervilha amarela (Pisum sativum), proteína de arroz integral (Orysa sativa), farinha de amaranto (Amaranthus caudathus) e farinha de quinoa (Chenopodium quinoa Willdenow). Não contém glúten.

TABELA NUTRICIONAL 
Informação Nutricional Quantidade por porção (30g) VD%*
Valor Energético 115kcal/459kJ   6%
Proteínas 21g 28%
Carboidratos 5g 2%
Gorduras Totais 1,5g 2%
Fibra alimentar 1g 3%
Sódio** 198mg 8%  
Cálcio 42mg 4%
Ferro 4,5mg 33%
Zinco 1,5mg 22%
Magnésio 42mg 16%
Fósforo 110mg 16%
Manganês 0,17mg 8%
Vitamina C 7mg 15%
Vitamina E 0,9mg 8%
Riboflavina B2 0,1mg 7%
Ácido Fólico B9 13mcg 6%
Vitamina K 28mcg 43%

Não contém quantidades significativas de gorduras saturadas e gorduras trans. *% Valores Diários de referência com base em uma dieta de 2000kcal ou 8400kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. **O teor de sódio deste produto é natural da ervilha amarela.

AMINOGRAMA TÍPICO POR DOSE DE 30g
AMINOÁCIDOS mg
Ácido Aspártico 2481
Ácido Glutâmico 3980
Alanina 1119
Arginina 1929
Cisteína 323
Fenilalanina 1251
Glicina 1001
Histidina 561
Isoleucina* 1030
Leucina* 1894
Lisina 1259
Metionina 412
Prolina 1015
Serina 1198
Tirosina 960
Treonina 865
Triptofano 263
Valina* 1192
*BCAA Total 4116

PERGUNTAS FREQUENTES • Fusion Protein

O QUE É O FUSION PROTEIN DA VEGANWAY?

Fusion Protein é um suplemento proteico que combina quatro fontes vegetais de alto valor biológico: PeaProtein e RiceProtein Raw e as farinhas de Amaranto e de Quinoa, ingredientes ricos em nutrientes como vitaminas, minerais, fibras e ácidos graxos.

PORQUE TOMAR FUSION PROTEIN?

Desenvolvido pela VeganWay, Fusion Protein oferece um perfil completo de aminoácidos essenciais, com alto teor de BCAA, Arginina e Lisina, rico em Ferro e vitamina K, sendo um produto naturalmente saudável para quem busca aporte proteico livre de alergênicos, transgênicos e aditivos artificiais.

QUANDO TOMAR FUSION PROTEIN?

Fusion Protein pode ser consumido antes e/ou após atividades físicas intensas. Para atletas de endurance, o ideal é consumir de acordo com orientação de um nutricionista.

MODO DE PREPARO

Misturar 3 colheres de sopa cheias (aprox. 30g) em 250ml de água gelada, leite vegetal ou bebida de sua preferência, até total dissolução. Tomar em seguida.

PARA QUEM É FUSION PROTEIN DA VEGANWAY?

Fusion Protein é especialmente indicado para atletas que praticam atividades de alta intensidade durante períodos prolongados (endurance) e praticantes do fisiculturismo, que precisam gerenciar seu aporte proteico para evitar o catabolismo e consequente perda de massa magra durante e após o treino. Produto vegano, é uma excelente opção também para quem tem intolerância à lactose, celíacos, diabéticos, pessoas com alergia a soja e/ou ovos, e todos aqueles que buscam uma suplementação mais natural e saudável.

O FUSION PROTEIN DA VEGANWAY É UMA PROTEÍNA COMPLETA?

Porque combina 4 fontes vegetais com perfis individuais ricos em todos os aminoácidos essenciais e não-essenciais, Fusion Protein é a proteína com o aminograma de valores mais altos da VeganWay, podendo ser considerada a proteína vegetal mais completa do mercado.

FUSION PROTEIN É VEGANO? É 100% VEGETAL?

Fusion Protein combina 4 ingredientes de origem 100% vegetal: PeaProtein, RiceProtein, Amaranto e Quinoa. Durante o processo de extração/isolamento das proteínas de ervilha e de arroz (matérias-primas importadas) não são usados químicos, solventes nem ingredientes de origem animal.

ATENÇÃO: GESTANTES, NUTRIZES E CRIANÇAS ATÉ 3 ANOS, BEM COMO PORTADORES DE QUALQUER ENFERMIDADE, SOMENTE DEVEM CONSUMIR ESTE PRODUTO SOB ORIENTAÇÃO MÉDICA OU NUTRICIONISTA.

ESTE PRODUTO NÃO SUBSTITUI UMA ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA E SEU CONSUMO DEVE SER ORIENTADO POR MÉDICO OU NUTRICIONISTA.